Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Metodologia do Ensino Superior

Trabalho por Eliane Viegas de Oliveira, estudante de Pedagogia @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Resumo do livro: METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR



Autor: Antonio Carlos Gil, 3ª Edição, São Paulo, Editora Atlas S.A. , 1997


Professor Universitário

A formação do Professor Universitário

Professores de ensino fundamental e médio, de modo geral, passam por um processo de formação pedagógica, já os professores dos cursos universitários não chegam a passar por qualquer processo sistemático de formação didática. Na maioria dos casos, eles alegam que por lidaram com adultos não necessitam da formação didática.

A desvalorização da preparação pedagógica dos professores universitários deve-se à própria universidade, que não valoriza os docentes.

Requisitos técnicos

É primordial que o professor antes de ministrar sua aula, tenha conhecimento e profundidade no assunto. Ele precisa obter uma cultura geral, conhecimentos e habilidades pedagógicas, procurando se aperfeiçoar sempre.

Metodologia e Didática do Ensino Superior

O Conselho Federal de Educação, por meio da Resolução nº 12/83, determinou que os cursos de Especialização (Pós-graduação lato-sensu) destinassem pelo menos um sexto de sua carga horária mínima para disciplinas de conteúdo pedagógico. Os mais frequentes são Metodologia do Ensino Superior, que procura esclarecer o professor acerca da elaboração de planos de ensino, e Didática do Ensino Superior que é mais complexo e amplo, pois não só envolvem conteúdos, mas também componentes intuitivos e valorativos.


O Compromisso Social do Professor

Educação e Sociedade

Para que se tenha uma história de Pedagogia, temo que considerar tanto as doutrinas pedagógicas quantos os fatos educacionais concretos, que têm sua origem na ação dos governos ou de segmentos da sociedade, porém serão consideradas somente as principais perspectivas pedagógicas deste século e suas relações com os modelos de atuação do professor em sala de aula.

As perpectivas Educacionais

A perspectiva clássica: esta perspectiva vê os alunos como instrumentos passivos, capazes de aprender e aceitar orientações, e são considerados imaturos para iniciar qualquer atividade significativa. A abordagem clássica é a de adaptar os alunos à tarefa de aprendizagem. A perspectiva clássica pode ser vista como capaz de incorporar inovações, pelo menos no que se refere à tecnologia de ensino.

A perspectiva humanista: esta perspectiva centraliza-se no aluno, a preocupação é adaptar o currículo ao aluno, são classificados por seus críticos como utópicos ou românticos, porque enfatizam mais a liberdade que a eficiência. A abordagem humanista é influenciada por educadores como Paulo Freire e também pelo psicólogo Carl Rogers, que propõe o ensino centrado no aluno em que o papel fundamental do professor é o de facilitador da aprendizagem.

A perspectiva Moderna: esta perspectiva absorve uma tendência da humanista com a clássica. Para John Dewey a escola deveria harmonizar as necessidades individuais das crianças com os valores coletivos e prioridades da sociedade. Esta perspectiva tornou-se a mais adequada para uma sociedade moderna e democrática, sua ênfase se dá no processo ensino-aprendizagem, na orientação para a solução de problemas.

Ensino e Aprendizagem

Uma questão de ênfase: a ênfase colocada no ensino ou na aprendizagem torna-se, pois importante indicador do modelo de atuação do professor. Os conceitos de ensino são: instrução; orientação; comunicação e transmissão de conhecimentos. Já os conceitos de aprendizagem são: descoberta, apreensão, modificação de comportamento e aquisição de conhecimentos direcionado ao aluno.

Os Planos de Ensino

O Planejamento das Atividades Educacionais: O planejamento de ensino envolve quatro elementos necessários e suficientes para a sua compreensão: processo, eficiência, prazos e metas. O Planejamento Educacional envolve um processo sistematizado, com maior eficiência às atividades educacionais para, em determinado prazo, alcançar o conjunto das metas estabelecidas, bem como a preparação, acompanhamento e aperfeiçoamento.